O consciente é a função mental responsável pelo fator crítico. Ele julga, analisa, decide, compreende, é o responsável pela racionalidade. Podemos dizer que só estamos fazendo uso dessas funções mentais quando podemos afirmar: sei o que estou fazendo; quero fazer e posso escolher!

Por outro lado, o subconsciente é o agente da nossa vida. Depois de programado, ele age de forma independente, movendo nosso corpo, nossas emoções, criando nossa realidade.

Assim, toda vez que concluímos algo sob forte emoção, criamos uma programação subconsciente. No livro “O Milagre da Manhã”, os autores afirmam ser deste modo que criamos nossa mentalidade e nossa visão de mundo.

“A mentalidade é o acúmulo de crenças, atitudes e inteligência emocional.”

Portanto, a mentalidade vai se formando no subconsciente como resultado de muitas influências, incluindo o que os outros pensam e falam a nosso respeito, bem como as nossas experiências de vida, sejam elas boas ou ruins.

A formação de Programações Mentais na Infância

Na infância, a criança não tem a função consciente bem desenvolvida, ela é puro subconsciente, pura emoção.

Deste modo, é durante a infância – e desde a concepção – são criadas a maioria de nossas programações mentais.

Logo, figuras de autoridade como o pai, a mãe e professores, têm grande responsabilidade nessa formação, pois a criança acredita em tudo o que eles expressam a seu respeito.

Assim, pessoas que tiveram dificuldade de aprendizado, de relacionamento na escola, sofreram bullying ou que não se sentiram incluídas ou capazes, podem trazer marcas que afetam significativamente suas vidas.

Como exemplos dessas dificuldades, podemos citar a de falar em público, a baixa autoestima, o medo de assumir liderança, a ansiedade, a autocrítica no sentido de não se achar boa o suficiente, etc.

Isso acontece porque em algum momento a criança acreditou nas críticas feitas a seu respeito e isso gerou uma programação mental negativa.

Então, se você quiser mudar essas programações, compreenda que por pior que tenham sido essas influências e situações, você foi capaz de vencer e superar muitos desafios!

Portanto, a Orientação Parapsicológica pode auxiliá-lo a trabalhar esses traumas através da programação e da reprogramação mental. A regressão de memória é uma excelente aliada nesse processo para libertá-lo definitivamente deles!

Comece repetindo uma Afirmação Positiva e visualizando-se como você deseja, frente aos desafios da vida.
“Sou inteligente e sou capaz e me sinto muito bem diante de qualquer situação”.

E você, ainda sente as consequências das programações advindas da sua infância em sua vida?

Texto da Parapsicóloga Elis Brito

Adaptação – Marcela Salomão

Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
WhatsApp