Você já ouviu falar de Bilocação de Consciência?

Bilocação de Consciência é um dos mais elevados graus de paranormalidade. Em outras linhas de pensamento é também conhecida como projeciologia, viagem astral ou desdobramento.

É um fenômeno de PES – Percepção Extra Sensorial, em que a pessoa se percebe como se estivesse em dois lugares ao mesmo tempo. Temos relatos, por exemplo, de que a pessoa em estado de coma assiste do alto os médicos fazendo uma cirurgia no próprio corpo e, posteriormente, descreve a cena.

Outra pessoa relata que, de madrugada, um amigo muito próximo que morava a setecentos quilômetros de distância, queria suicidar-se, atirando-se do alto de uma ponte. Essa pessoa bilocou até o local e tentou dissuadir o amigo de levar a cabo o ato.

Ainda assim, o amigo lançou-se da ponte e morreu enquanto a pessoa assistia tudo. Ao amanhecer, essa pessoa informou a esposa do ocorrido, o que se confirmou posteriormente por outras vias.

Como ocorre a bilocação de consciência, afinal?

É muito comum pessoas bilocarem em sonho, em que se percebem sobrevoando vales, montanhas, etc, de uma forma muito nítida, vívida, colorida e emocionante.

Outras pessoas desenvolvem essa capacidade fenomenológica fantástica em estado de transe ou hipnose, vivenciando também cenas extraordinárias.

Em um exercício, para confirmar tal capacidade, a pessoa biloca para um local, conscientemente desconhecido para ela, mas conhecido por outra pessoa. Esta, por sua vez, confirma que o local posteriormente descrito pelo bilocante confere com a realidade.

Bilocação, de modo geral, ocorre quando se está num profundo estado de relaxamento ou sono profundo. E esse é um momento muito propício para programar o subconsciente com programações de objetivos que se deseja alcançar.

Não se assuste, portanto, se isso acontece com você ou que outras pessoas contem tais “façanhas” mentais. Pessoalmente, tenho tido bilocações em sonho e a sensação é indescritivelmente maravilhosa!

Então, que tal começar a desenvolver essa capacidade? Programe-se ao deitar para dormir e ter tais experiências.