As festas de final e início de ano já pertencem ao passado e estamos retomando as atividades de um novo ano.

Muitos começam com animação, revigorados pelo descanso das férias.

Por outro lado, outros talvez nem tenham tido folga, mas, mesmo aqueles que descansaram, retomam a vida desanimados, sem energia, desmotivados.

Evidentemente, a probabilidade de que os primeiros tenham um ano bom – talvez, excelente – é maior, pois, a motivação, a alegria de viver, é um dos “combustíveis” essenciais para a prosperidade, a evolução e o sucesso.

Deste modo, os que já iniciam o ano cabisbaixos tendem a ter um ano muito mais difícil, já que a energia negativa os impulsiona para baixo, pois a energia mental é o que determina a direção da vida do ser humano.

Se positiva, leva a resultados positivos. Se negativa, leva a resultados negativos.

O que fazer?

Fazer diferente para ter resultados diferentes.

Dar adeus às vozes dizendo que você é incapaz. Adeus às promessas não cumpridas, à negatividade, às dúvidas, às memórias ruins, às falhas e outras coisas negativas do passado.

O passado é imutável, só no presente você pode fazer algo novo ou diferente.

Portanto, conheça o passado não para ficar prezo a ele, lamentando, mas para libertar-se dele. É impossível mudá-lo, só é possível alterar algo no presente.

Contudo, é importante trazer do passado tudo o que aconteceu de bom!

Certamente, você teve muito mais coisas boas do que ruins, mas, é bem comum manterem-se vivas as memórias negativas, o que afasta, muitas vezes, as memórias positivas.

Vibre e mantenha sempre vivas as lembranças de tudo o que foi bom no passado.

Esteja determinado a cultivar a sua saúde mental!

Convido-o, então, a ter um ano sem problemas! Ou seja, determine-se a ver uma oportunidade naquilo que usualmente, para você, seria um problema.

Assim, pergunte-se, “o que isso quer me dizer, o que tenho que aprender com essa situação?”

Transforme o problema em desafio! E lembre-se de que desafio é uma oportunidade de aprender, crescer e diminuir ou mesmo eliminar a crise causada por determinada situação.

Todos os desafios têm por finalidade trazer uma proposta de mudança e, à medida que “ouvimos” a mensagem, mais facilmente eliminamos o problema, crescemos e não precisamos mais passar pela mesma situação.

Ou seja, atraímos os desafios que ainda precisamos para crescer.

Para finalizar, quero lhe dizer, não se faça pequeno, você é muito mais capaz do que pensava ser!

Não se esqueça de que quanto maiores foram os desafios que teve até aqui, grandes foram também as suas vitórias, que tornaram você cada vez mais forte!

E aí? Ainda dá tempo! Vamos começar o ano com mais positividade? 🙂

Até breve!

Texto de Vilson Rafael Stolf